Nossas Notícias

Descarte incorreto de lixo pode causar problemas na rede de esgoto de Caxias do Sul

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) alerta a população quanto às complicações que o acúmulo de lixo podem causar na rede de esgoto de Caxias do Sul. O descarte inadequado de resíduos, além de entupir as tubulações, afeta o sistema de gradeamento das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE).

A autarquia orienta para que a população não descarte lixo em vasos sanitários, ralos, bueiros e espaços públicos. O acúmulo desse material pode provocar diversos transtornos ao tratamento do esgoto, causando também o encarecimento do processo, por conta da necessidade de manutenção constante. Outro problema para o consumidor é que ele pode ter sua rede entupida, causando vazamentos na rua e até mesmo o retorno do esgoto para dentro de casa.

O lixo acaba retido no sistema de gradeamento, um dos primeiros processos presentes no tratamento de esgoto, que permite proteger os dispositivos da rede, como bombas e tubulações. São utilizadas grades, que retêm os resíduos sólidos maiores e impedem que eles avancem e afetem as demais etapas do tratamento. Lenços umedecidos, preservativos, embalagens de salgadinho, biscoitos, garrafas pet e absorventes são os principais objetos descartados incorretamente.

Fonte: Prefeitura de Caxias do Sul